Quem sou eu

Minha foto

Durante muitos anos mergulhei em diversas áreas de conhecimento com o objetivo de produzir livros. Estudei filosofia clássica, filosofia moderna, diversos temas de psicologia, pedagogia, sociologia e diversos conhecimentos relacionados a filosofia e a medicina oriental, a qual podemos incluir o budismo, a prática zen japonesa e as medicinas tibetanas, indianas e chinesa.

Agora me considero pronto. Serão dez livros em dez anos. O primeiro #livro já saiu, em 2015, intitulado "Quando os anjos caminham sem asas"

domingo, 28 de fevereiro de 2016

As decepções

Como sobreviver a uma grande decepção? Pergunta diicil mas também desafiadora. Decepções embora mexam com os nossos sentimentos, na maioria das vezes de forma decisiva, não podem de forma forma alguma definir o curso das nossas próximas ações ou reações imediatas. Então que podemos fazer primeiro? Em resposta a isso não existe escolha melhor do que o afastamento. O afastamento facilita o discernimento, nos ajudando a pensar e sentir o dano que nos foi causado. Passado esse período, devemos partir para uma próxima etapa reunindo dois componentes básicos: o desapego e a nova atitude. O desapego será representado por uma mudança mais realista de espectativas. A nova atitude por ações e comportamentos mais adequados a nova realidade. No jogo da vida devemos sempre aprender a entender e perceber cada situação nova. Mudanças de rota fazem parte do jogo, mesmo que feitas contra a nossa própria vontade. Uma simples questão de sobrevivência.